Desenvolvimento Náutico na Bahia

Empresários franceses apostam no segmento náutico da Bahia 

 
Um grupo formado por quatro empresários franceses que representam os maiores fabricantes de barco do mundo está na Bahia analisando a abertura de novos negócios. O principal interesse deles é investir no segmento náutico de charters, que é o aluguel de embarcações para passeios turísticos.

Nesta terça-feira (13/01), os franceses, acompanhados de representantes da Secretaria Estadual do Turismo e do Promo – Centro Internacional de Negócios da Bahia, visitaram áreas em Salvador que poderão abrigar os futuros negócios. Eles também foram à Ribeira para conhecer o local onde será implantada uma escola de vela para crianças e adolescentes.

Para o presidente da Comissão de Exportações da Federação das Indústrias Náuticas da França, Bruno Voisard, a Bahia possui um grande potencial natural para a atração de investimentos no setor e destacou a Ilha de Itaparica. Voisard também ressaltou o trabalho do Governo do Estado, que tem se empenhado para atrair empreendimentos na área náutica.

Na segunda-feira, Voisard e outros empresários europeus participaram de encontro com autoridades do governo da Bahia, no Yatch Club, para discutir assuntos relacionados à infra-estrutura e o apoio do Estado ao setor.

O secretário do Turismo, Domingos Leonelli, abriu o encontro ressaltando a vocação a Bahia para o turismo e a realização de eventos náuticos. Ele lembrou que o estado possui 1,1 mil quilômetros de costa e falou da importância da Baía de Todos os Santos, assim como outros pontos.

“Temos sol o ano inteiro, mar de águas calmas, uma temperatura média de 26ºC, 56 ilhas, além de um projeto de despoluição marinha, assim como locais que podem ser aproveitados por esse segmento que no futuro poderá atrair muitos turistas”, disse Leonelli.

Projeto piloto – A Bahia foi o estado brasileiro escolhido pelo governo federal, por meio do Ministério do Turismo, para sediar o projeto piloto de desenvolvimento do turismo náutico no Brasil. O estado, que contratou serviços de consultoria, recebeu um repasse de R$ 150 mil para elaboração de um planejamento estratégico na área.

Para o secretário, o desenvolvimento da náutica pode gerar muitos empregos e riquezas para o estado, além de destacar o entendimento que está sendo mantido com as prefeituras de Salvador e Itaparica para o aproveitamento do potencial da ilha e do Armazém 1 da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), na capital.

Leonelli mostrou para os empresários que a Bahia está se preparando para atender a novos nichos, como o segmento náutico. Ele destacou ações como o projeto de capacitação que beneficiará o segmento náutico, assim como outros setores, que recebeu para 2008 e este ano R$ 12 milhões.

“Os recursos estão sendo aplicados na formação e qualificação de cerca de 20 mil pessoas, entre profissionais e empresários. Só para o verão 2008/2009, 5,7 mil pessoas estão sendo qualificadas pelo Governo do Estado, por meio da Setur”, contou o secretário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: